CHEGA DE VISITAÇÃO, QUEREMOS A HABITAÇÃO

Esse é o tema do nosso Congresso de Louvor e Adoração que acontecerá nos dias 02 e 03 março no templo da Ig.Batista Missionária Jeová Shalom.
Com a participação de Juliana Barros e Rodrigo Sene.

Muitas pessoas se acostumam a experimentar da presença de Deus apenas em eventos grandiosos, onde vêm algum “homem de Deus” pregar, mas assim que o evento acaba a vida volta ao normal e Deus só será lembrado no próximo domingo ou no próximo evento.
Esse Congresso é um desafio para você que deseja experimentar de Intidade com o PAI. E para quem já alcançou essa intimidade, é uma oportunidade de renovo espiritual!!!
QUEREMOS TUA HABITAÇÃO SENHOR!!!!!!!!!

Maiores Informações:
Ana Rita Bastos – anadejunior1@hotmail.com
Telefone: 8130.0540
Programação: Sábado – 18:30 Domingo – 09:00 e 16:30
Local: IBMJS
Rua Angelin, 26, Morada Tropical- Calumbi,feira de Santana, Ba.

Uma Linda Mulher

Ester 4:12-16
E fizeram saber a Mardoqueu as palavras de Ester.
Então Mardoqueu mandou que respondessem a Ester: Não imagines no teu íntimo que por estares na casa do rei, escaparás só tu entre todos os judeus.
Porque, se de todo te calares neste tempo, socorro e livramento de outra parte sairá para os judeus, mas tu e a casa de teu pai perecereis; e quem sabe se para tal tempo como este chegaste a este reino?
Então disse Ester que tornassem a dizer a Mardoqueu:
Vai, ajunta a todos os judeus que se acharem em Susã, e jejuai por mim, e não comais nem bebais por três dias, nem de dia nem de noite, e eu e as minhas servas também assim jejuaremos. E assim irei ter com o rei, ainda que não seja segundo a lei; e se perecer, pereci.

O que torna um mulher bem-sucedida? O cargo que ela ocupa em uma empresa de renome? Sua capacidade? Sua beleza? Seu desempenho? Sua dedicação à família? O fato de ser rica ou usufruir de uma posição de destaque na sociedade? Qual é o fator que a transforma em um exemplo de uma pessoas feliz e realizada para as outras mulheres?
Posso apontar Ester como um modelo de mulher. Numa leitura mais atenta sobre sua vida, podemos destacar pelo menos seis atributos que contribuiram para qualificá-la a receber um livro todo seu na Palavra de Deus, a fim de perpetuar a sua história. A própria bíblia testifica que ester se tornou uma mulher especial também por possuir as seguintes virtudes:

* Simpatia (2.8;2.15b;2.17): Ester era extremamente simpática e, por isso, benquista por todos.
* Simplicidade (2.13-15): Ao contrário das outras jovens que foram ao palácio, Ester não era exigente.Ela não pediu nada além do que lhe foi oferecido.
* Convicção (2.14-16): Deus tinha um plano para os eu povo, e Ester foi usada para cooperar com o Senhor na realização do seu propósito.Ela compreendeu prontamente que estava no lugar certo na hora certa e aproveitou a oportunidade que Deus lhe deu.
* Intercessão (4.16): Ela não menosprezava o poder da oração e se dispôs a obedecer ao Senhor, apesar de arriscar sua vida por isso.
* Coragem (4.16b): Mesmo assumindo riscos, Ester não hesitou em aceitar a tarefa para a qual Deus a escolheu.Ela estava disposta a tudo: “e perecer,pereci”.
* Sabedoria (capítulo 5): Inteligente e perspicaz, ela preparou um esplêndido banquete para o rei, ocasião em que aproveitou para falar com ele sobre o seu povo.
Não é de se admirar que todos gostavam tanto dessa mulher tão valorosa e destemida. É fácil entender por que Deus a usou como instrumento para abençoar o povo de Israel.Talvez você esteja se perguntando, porque eu falei tão pouco sobre a beleza física dessa mulher?
Respondo de uma forma simples; a beleza de Ester não estava apenas na sua pele bem cuidada, em seus cabelos, nos seus olhos ou em qualquer parte do seu corpo, a beleza dessa mulher estava cima de tudo nas suas atitudes.
Lendo essa história linda sinto-me desafiada a também procurar desenvolver em minha vida essa beleza, a beleza das qualidades que fizeram dela uma mulher tão especial. E você, não quer aceitar esse desafio?

CARNAVAL PELA ÓTICA DA PALAVRA DE DEUS

Falar contra o carnaval é enfrentar a correnteza rio acima. É uma pena que o aspecto cultural dos desfiles está tomado pela exploração do sexo. O ritmo diferente e contagiante do samba, as alegorias e representações da história e da cultura brasileira, poderiam ser exportados para o benefício do país. Mas…
Dizem que carnaval é alegria do povo, expressão da cultura e folclore popular. Se fosse só isto, o Salmo 150 até poderia ser um convite para esta festa: ‘louvem o Eterno com pandeiros e danças’. Mas a euforia do carnaval desde sua origem até nossos dias tem mostrado que o melhor mesmo é ser contagiado pela tristeza pois este sentimento ao menos pode levar a Deus.
Dedicado ao Momo, deus da mitologia grega que representa a zombaria e o sarcasmo, o carnaval brasileiro debocha dos princípios morais de maneira escandalosa. Apoiada pela televisão sem nenhuma ou pouca censura, a ‘festa da globeleza’ alimenta a tara sexual e faz o governo distribuir gratuitamente camisinhas aos foliões com o dinheiro dos contribuintes fiéis às suas esposas. Nos Estados Unidos, onde a liberdade de imprensa é constitucional, e quase cada cidadão sabe na ponta da língua a emenda número um, que define a liberdade de expressão, há formas e conteúdos de programas e comerciais que são regulados pelo FCC (equivalente ao nosso Ministério das Comunicações). Isso está baseado em teorias de comunicação comprovadas por pesquisa, no que diz respeito ao impacto dos meios de comunicação de massa, particularmente da TV.
Algumas dessas teorias são: A teoria da Decensitização, do Uso e Gratificações, de Influências Seletivas, de Acumulação de Mínimos Efeitos, e outras. Propagandas de cigarro e bebidas alcoólicas não estão na programação das grandes redes nacionais de sinal aberto. E o clip de chamada do carnaval, com a ‘globeleza,’ nem pensar. E olha que nos EUA, como em todo o lugar, o sistema de comunicação está ‘assim’ com o poder econômico .
Na verdade o cristão tem motivos de sobra para se alegrar ‘porque a vida sempre é agradável para as pessoas que têm um coração alegre’ (Provérbios 15:15). É uma alegria que vem da fé num Deus vivo e não num deus morto (Momo é um deus morto que conforme a mitologia foi expulso do Olimpo para ser na Terra o rei dos loucos). Já dizia a Bíblia que os loucos pecam e não se importam (Provérbios 14:9). Por ser o carnaval uma reedição moderna das religiões pagãs e um convite à promiscuidade, por ser uma festa que destrói o casamento e a família, por ser um ‘louvor à carne’ que antecede à festa da Páscoa ofendendo o único Deus que se fez homem, morreu e ressuscitou para oferecer a alegria que não acaba, certamente o cristão tem outros motivos para festejar ‘com pandeiros e danças’. Além de ser algo saudável para a sua fé, é um testemunho para este mundo infeliz que tanto Deus ama.
Autor: Pastor Norberto Carlos Marquardt