O poder da Gratidão

“Mas ao fim daqueles dias eu, Nabucodonosor, levantei os meus olhos ao céu, e tornou-me a vir o entendimento, e eu bendisse o Altíssimo, e louvei e glorifiquei ao que vive para sempre, cujo domínio é um domínio sempiterno, e cujo reino é de geração em geração.
E todos os moradores da terra são reputados em nada, e segundo a sua vontade ele opera com o exército do céu e os moradores da terra; não há quem possa estorvar a sua mão, e lhe diga: Que fazes?
No mesmo tempo tornou a mim o meu entendimento, e para a dignidade do meu reino tornou-me a vir a minha majestade e o meu resplendor; e buscaram-me os meus conselheiros e os meus senhores; e fui restabelecido no meu reino, e a minha glória foi aumentada.
Agora, pois, eu, Nabucodonosor, louvo, exalço e glorifico ao Rei do céu; porque todas as suas obras são verdade, e os seus caminhos juízo, e pode humilhar aos que andam na soberba.” (Daniel 4:34-37)

Oi queridos e queridas,

Hoje eu gostaria de compartilhar com vocês sobre esse tema maravilhoso. GRATIDÃO!

O que é gratidão segundo o dicionário?

Ação de reconhecer ou prestar reconhecimento (a alguém) por uma ação e/ou benefício recebido.

Que significado tremendo não!?

Começamos esse post lendo um texto maravilhoso, onde um rei expressa a gratidão do seu coração ao Deus Altíssimo, mas a verdade é que se formos ler a história por completo descobriremos que nem sempre foi assim.

Nabucodonosor, foi um rei poderoso. Ele teve poder, servos, dinheiro, boa educação – Tudo. E não há problema nisso, o problema foi que ele era tão grande, tão poderoso, e admirava tanto a si próprio, que se esqueceu, ou talvez, nunca tenha lembrado, de que é Deus que faz as pessoas bem sucedidas. Mas um dia esse rei, simplesmente enlouqueceu…! Sim. Ficou louco, e por sete anos ele andou feito um animal pelo chão, comendo grama como um boi.

E é assim que nos tornamos, queridos, quando endurecemos o nosso coração e achamos que não precisamos agradecer nada a Deus. Quando achamos que somos suficientes, ou até mesmo quando somos ingratos, não glorificando a Deus nas pequenas e grandes conquistas.

Devemos saber, que tudo que temos e somos vem d’Ele, e sem Ele nada somos.

Depois de sete anos, finalmente o rei Nabucodosor tornou a seu juízo e finalmente, ele soube reconhecer, que sem ele, tudo o que ele tinha e era não tinha valor algum.

Paulo disse aos corintios: “Aquele, porém, que se gloria, glorie-se no Senhor.” (2 Coríntios 10:17)

Daqui há alguns dias, estarei postando uma grande benção que o Senhor preparou para nós, ainda não postei, porque quero postar imagens!!!

Mas, enquanto esse dia não chega, quero compartilhar com vocês, que aprendi a ser grata ao Senhor, mas nem sempre fui assim…

Muitas vezes reclamei de coisas tão bobas, de situações tão pequenas e somente depois de passar por um vale, soube reconhecer a magnitude de Deus, nas pequeninas coisas. Não faça como Nabucodonosor, queridos. Não espere passar por uma situação como essa, para reconhecer a soberania de Deus, não faça como eu, que precisei passar por um vale para deixar de ser “reclamona…”.

Não que antes eu não tivesse um coração agradecido, mas meus olhos ainda estavam muito abertos, para as coisas que deixavam de acontecer e, aprendi que não podemos estar focados no que ainda não aconteceu, mas antes de tudo glorificar e fazer conhecida as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graças diante de Deus. (Fp. 4.5)

Vamos aprender a glorificar o nosso Deus nas pequenas coisas, e ai você descobrirá como a gratidão abre portas. Somente depois que entendi isso, as portas começaram a abrir-se na minha vida.

Nomeei esse post de o Poder da Gratidão, porque pra mim a gratidão tem o poder de nos tornar pessoas melhores. A gratidão nos faz admirar as flores, o nascer do sol, a respiração de quem você ama. A gratidão nos faz ver as coisas com mais leveza e mais beleza.

Sejamos gratos, ainda que a figueira não floresça e nem haja fruto na videira.

“Porque ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto na vide; ainda que decepcione o produto da oliveira, e os campos não produzam mantimento; ainda que as ovelhas da malhada sejam arrebatadas, e nos currais não haja gado; Todavia eu me alegrarei no Senhor; exultarei no Deus da minha salvação. O Senhor Deus é a minha força, e fará os meus pés como os das cervas, e me fará andar sobre as minhas alturas.”  (Habacuque 3:17-19)

Imagem

#BoaNoite!!!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s